Depressão e Suicídio são tema de palestra no Programa Voto Consciente

O projeto em questão é o realizado pelo Tribunal Regional Eleitoral (TRE-MT), por meio da Escola Judiciária, ‘Voto Consciente’.

 

21d0c9f7 0147 4f47 94bf 428eda80973eA depressão e o suicídio foram os principais assuntos na Escola Padre Firmo Duarte (Flor do Cerrado) na primeira semana deste mês de outubro. Uma palestra organizada pelos próprios alunos, e ministrada por duas psicólogas, chamou a atenção para importância do tema, em como cada pessoa tem um papel fundamental na vida do outro, na solidariedade. A escola está localizada em Cuiabá no bairro Residencial Marechal Candido Rondon, Distrito Industrial.

“É super importante estar presente no espaço escolar e poder contar com projetos que contribuem com a informação e o conhecimento de assuntos tão pertinentes, como a depressão e o suicídio. O setembro amarelo inicia esse debate sobre a prevenção e cuidado e indica que o trabalho que envolve esses temas deve ser contínuo e duradouro”, destacou uma das psicólogas, Caroline Weber.

O projeto em questão é o realizado pelo Tribunal Regional Eleitoral (TRE-MT), por meio da Escola Judiciária, ‘Voto Consciente’. No projeto os alunos se organizam em partidos e disputam uma eleição interna, onde as propostas de campanha devem ser cumpridas antes da eleição, prevista para o final deste mês. A palestra do Setembro Amarelo foi realizada pelos professores e alunos integrantes do partido PDVS (Partidos do Direito à Vida e à Saúde).

Já para psicóloga Bruna Vaz, a metodologia da palestra foi focada na participação dos presentes, na garantia de uma linguagem jovial, e sempre observando a delicadeza do tema. “É extremamente necessário o estímulo desses assuntos em sala de aula, não só para os alunos como também para os professores. Todos precisam aprender a lidar com esses tabus e quebrar os paradigmas para obtermos avanços positivos e é muito gratificante, para mim, enquanto psicóloga, poder participar da promoção desses espaços. Friso que estas são questões que devem ser trabalhadas todos os dias e olhadas com atenção para além de um mês de campanha de prevenção como o Setembro Amarelo”.

PARTICIPAÇÃO

Os alunos sentiram-se muito à vontade para perguntar e a Amanda, 15 anos, estudante do 9º ano, considerou a palestra muito interessante porque aprendeu a reconhecer alguns sintomas da depressão em uma amiga de sala que está precisando de apoio profissional. Com as informações recebidas, Amanda aprendeu que pode lidar e onde pode pedir ajuda nos casos de depressão e em que pessoas próximas estão com ideias suicidas.

Para Ana Clara, 14 anos, 9º ano o assunto precisa mesmo ser conversado em todos os lugares, principalmente nas escolas para que sejam quebrados os tabus envolvem o tema. Por isso, é importante valorizar a iniciativa dos alunos, da escola, do TRE e psicólogas envolvidas, a fim de promover novas parcerias e estimular outros projetos.

O professor e coordenador da Escola Padre Firmo, João Paulo Marinho, reforçou que é preciso também uma intervenção junto às famílias, uma palestra vem mostrar o quanto é necessário que as famílias estejam mais estruturadas para que nossos jovens estejam mais tranquilos para os estudos. Salientou, ao final da palestra, dificuldades com alunos que precisam de apoio psicológico e que a Escola não dispõe desse profissional para apoiá-lo na condução das demandas para a Psicologia, o que beneficia a aprendizagem e a saúde dos alunos em todos os seus aspectos.

E, nessa mesma manhã, a Radio Escolar, uma ação desenvolvida pelo Partido PEC – Partido da Ética e Cidadania - teve continuidade, promovendo, no intervalo das aulas, anúncios e informativos e músicas para animar esse momento do lanche e alimentação dos alunos! Bastante divertida e necessária a atuação do PEC!

Fonte: Tribunal Regional Eleitoral/TRE.

© Todos os direitos reservados a UCMMAT