Nota em apoio a greve dos caminhoneiros

dimsA União das Câmaras Municipais de Mato Grosso (UCMMAT) informa que respeita o direito de manifestação e se solidariza com a categoria profissional dos caminhoneiros, que assim como o restante do país, sofre com os constantes aumentos dos preços dos combustíveis. 

Os grevistas reivindicam o fim definitivo da cobrança do imposto PIS/COFINS sobre o insumo, a eliminação da Contribuição de Intervenção no Domínio Econômico (Cide) sobre o diesel, além de mudanças na política de reajuste dos combustíveis da Petrobrás.

A nova política de reajustes, adotada pela Petrobras em julho do ano passado, determina que os valores dos combustíveis sofram alterações diárias que acompanhem a cotação internacional do petróleo e a variação do câmbio.

Nesse sentido, a UCMMAT considera legítima a greve e também se posiciona contra o aumento abusivo da gasolina e óleo diesel, em Mato Grosso o óleo diesel é considerado o mais caro da região Centro-Oeste.

É necessário uma mudança e nós do poder legislativo expressamos o nosso apoio a este grande movimento, porque esses valores abusivos vêm prejudicando todos os cidadãos brasileiros.

Pedimos as nossas lideranças do estado que busquem solucionar esta situação junto ao presidente da República Michel Temer, de uma forma que a população não pague a conta final.

O momento é de união de todas as esferas do poder público, para que juntos encontre uma solução eficaz.

 

Renato Beraldo

Presidente da União das Câmaras Municipais de Mato Grosso

© Todos os direitos reservados a UCMMAT